Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Paladino

Paladino's Reviews: Tyranny

Recommended Posts

Tyranny

Plataforma: PC
Desenvolvido: Obsidian Entertainment
Publicado: Paradox Interactive
Formato: Digital

Sinopse:
A aventura se passa na idade do ferro com toques de alta fantasia, uma ambientação bem parecida com os quadrinhos do Conan, o vilão Kyros e sua legião de soldados conquistou quase todo o continente, apenas uma porção do continente continua a resistir o poderio militar do Suserano (Overlord), cansado da ineficiência de sues generais ele proclama um edito: Você tem 8 dias para conquistar o castelo dos rebeldes ou todos na área irão ser aniquilados pela minha magia. Como juiz é sua obrigação de fazer as facções trabalharem em um curto espaço de tempo, senão todos irão morrer...

Gameplay:
Crpg tradicional, bebendo muito da fonte de Neverwinter Nigths, Baldurs Gate e Fallout 2, você controla o Juiz e seus companheiros, como o jogador julga os casos podem alterar o sistema de aceitação com as facções, podendo trazer ódio ou lealdade, porem ambas não são mutuamente exclusivas, é possível ser leal e odiar ao mesmo tempo.
O combate pode ser em tempo real ou ser pausado para melhor controle dos membros da party, infelizmente a inteligência artificial dos companheiros é bem fraca, geralmente todo mundo corre para onde estão os inimigos e os magos morrem a toa.
Talvez esse seja a pior critica que tenho do jogo, a AI e a movimentação de personagens é uma atrocidade, a única coisa que funcionou foi eu comandar o tank sozinho e quando o combate inicia o resto vem atrás dele...

O sistema de nível é bem parecido com o sistema de Elder Scroll, quanto mais uma disciplina é usada mais forte fica e quando sobe para certo patar um level é adquirido, no geral é um bom sistema, mas tem suas falhas, o tank tem 2 níveis acima de todo mundo (estou no capitulo 2) porque os inimigos ficam batendo nele e o domínio sobre "armadura pesada" sobe desenfreadamente,  penso que no final do game ele vai estar 50 lvls acima de todo mundo...
A grande novidade desse jogo é o sistema de criação de feitiços, podendo customizar seus feitiços, colocando ou retirando detalhes, é possível aumentar o dano, duração, área de efeito, etc, quando mais adendos maior deve ser o conhecimento do  seu personagem, é bem bolado o sistema. Mas o jogo é bem pão duro para adicionar runas básicas, estou jogando a 12 horas e somente tenho 2 tipos de elementos, infelizmente estou numa parte que existem inimigos que são imunes a esses 2 elementos, mas uma razão pro tank subir lvls absurdamente.
Outra novidade são combos, habilidades que o juiz e seus companheiros podem executar em conjunto, são efeitos muito poderosos mas somente podem ser utilizar uma vez por dia/batalha, a medida que o jogador vai interagindo com seus companheiros mais combos vão surgindo.
Apos uma certa parte do jogo você ganha uma fortaleza, é possível ter varias e customiza-las como quiser, mas são muito caras para desenvolver e manter, ter um treinador de skills, um alquimista ou um ferreiro seria muito legal, mas eu torro todo o dinheiro comprando as runas e seus modificadores... ganhar grana nesse jogo é bem difícil, tudo é uma questão de prioridades.... todo mundo da minha party tem equips que conseguem mal conseguem dar 1 de dano no inimigo, mas pelo menos as bolas de fogo e cura não possuem rivais...
Talvez outro grande erro do jogo é a impossibilidade de alguns feitiços acertarem uma área sem nenhum personagem, seria muito legal mirar entre o espaço de 2 inimigos e acerta-los, porem você tem que mirar em um, muitas vezes é bem difícil acertar onde o inimigo esta, essa precisão de pixeis enche o saco.

Musica
Bem genérica e com poucas faixas, o combate se torna uma tortura quando você ouve a mesma musica 10 vezes seguidas em uma mesma dungeon. O jogo não é 100% dublado, mas os atores trabalharam bem, o tom esnobe e condescendente do meu tank e o estilo porra loca da rogue são bem vindas para a caracterização deles.

Graficos

  1. Estão bem estilizados, uma mistura de arte déco e anforas gregas, ao invés de um CG, uma bela ilustração narra os acontecimentos.

archons_defeated_merged_with_kryos_symbo


Achei muito bacana como é criada a sua historia, suas conquistas e o que o juiz fez durante a guerra.
No geral os cenários estão bem feitos, agua corre nos rios, o vento balança as arvores, tudo muito lógico e natural, devido a perspectiva isométrica e a impossibilidade de rotacionar o ponto de vista, as coisas ficam escondidas em paredes, arvores, pedras e ate npcs, é bem difícil de pegar o saque quando ele tem 8 pixels e esta trás de coluna de pedra.

Considerações finais:

  • O universo é bem intrigante, com lore bem legal para se pesquisar e mergulhar fundo nele
  • O sistema de auxilio com um nomes de pessoas importantes e facções, ter uma pequena descrição informativa é uma bênção, já que você é bombardeado por inúmeras informações isso ajuda muito na imersão.
  • Sistema de modificação de magias muito criativo, montando o que precisa ou quer em certos personagens
  • As magias tem que ser soltadas em precisão de pixeis, muitas vezes acertar um inimigo durante o combate é muito complicado
  • O combate é bem difícil, pois seus companheiros são idiotas, não adianta modificar as formações do grupo, porque os magos adoram ignorar o fato que devem ficam atrás do guerreiro.  


Tyranny é um bom jogo, com uma historia bem intrigante e um universo bem trabalhado, porem é preciso esperar um pouco para os devs consertarem os problemas descritos acima, o potencial para uma franquia é bem grande, mas alguns pecados falam mais alto que muitas virtudes.

É possível ver que esse jogo teve um orçamento bem apertado, mas também fica claro o esforço que tiveram para construir o mundo e inserir novas ideias em um gênero considerado morto.

 

 

 

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara, que inveja. Infelizmente não tenho PC (acho) pra jogar Tyranny agora. 

Pillars of Eternity não é um RPG perfeito, mas certamente está entre os melhores RPGs que joguei nos últimos anos. 

Conferirei Tyranny, leve o tempo que for preciso.  

Dúvidas e comentários:

- Como assim uma magia AoE não pode ser lançada onde eu quiser? Po, a essencia de AoEs é achar o o ponto com o máximo de inimigos ao mesmo tempo, e quase nunca isso é em cima de um inimigo. Cagaram. Mas se for isso mesmo, adeus fireball e olá thunderbolt.

- O fato do gameplay ser simplificado em relação a Pillars, principalmente na decisão de controlar apenas 4 chars, pode ser um indicativo de port  mais rápido pros consoles? Eu realmente espero que a Obsidian siga a onda dos criadores de Divinity Original Sins e faça um port de Tyranny assim que possível. 

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 14/11/2016 at 18:02, Sensui disse:

Cara, que inveja. Infelizmente não tenho PC (acho) pra jogar Tyranny agora. 

Pillars of Eternity não é um RPG perfeito, mas certamente está entre os melhores RPGs que joguei nos últimos anos. 

Conferirei Tyranny, leve o tempo que for preciso.  

Dúvidas e comentários:

- Como assim uma magia AoE não pode ser lançada onde eu quiser? Po, a essencia de AoEs é achar o o ponto com o máximo de inimigos ao mesmo tempo, e quase nunca isso é em cima de um inimigo. Cagaram. Mas se for isso mesmo, adeus fireball e olá thunderbolt.

- O fato do gameplay ser simplificado em relação a Pillars, principalmente na decisão de controlar apenas 4 chars, pode ser um indicativo de port  mais rápido pros consoles? Eu realmente espero que a Obsidian siga a onda dos criadores de Divinity Original Sins e faça um port de Tyranny assim que possível. 

Joguei mais um pouco e algumas magias de área precisam de um alvo, a questão é a mecânica da runa em si, mas tarde consegui uma runa de ataque em área que não precisa de alvo, mas convenhamos ela apareceu 12 horas depois que o jogo foi iniciado e somente agora tenho 3 poderes elementais... mas na altura do campeonato não vale a pena usar o elemento terra já que o poder de fogo esta super evoluido...

Eu assisti um stream com os devs e eles disseram que reduziram a party porque em poe sentiram que ficou muita gente "amontoada" na tela e com mais companions a dificuldade dos combates ficou trivial.

Acho dificil um port pra console, o jogo tem muito texto e a interface gráfica foi projetada para mouses, tenho 8 slots de habilidade e esta faltando espaço para minhas magias... Acho muito dificil o consumidor que joga consoles querer ter um jogo como este, maioria das falas não tem dublagem e é importante prestar atenção no que voce esta falando, o combate é bem repetitivo, e é um jogo pra quem cresceu na era de ouro dos Crpgs...

o jogo não é tão pesado assim

Windows
Mac OS X
SteamOS + Linux
 
  • Mínimos:
    • SO: Windows 7 64-bit or newer
    • Processador: Intel Core 2 Quad Q9505 @ 2.80 GHz / AMD Athlon II X4 840 @ 3.10 GHz
    • Memória: 6 GB de RAM
    • Placa de vídeo: ATI Radeon HD 5770 or NVIDIA GeForce GTS450 with 1GB VRAM
    • Armazenamento: 15 GB de espaço disponível
    • Placa de som: DirectX Compatible Sound Card
  • Recomendados:
    • SO: Windows 7 64-bit or newer
    • Processador: Intel Core i3-2100 @ 3.10 GHz / AMD Phenom II X4 955 @ 3.10 GHz
    • Memória: 8 GB de RAM
    • Placa de vídeo: Radeon HD 6850 or NVIDIA GeForce GTX 560 with 1GB VRAM
    • Armazenamento: 15 GB de espaço disponível
    • Placa de som: DirectX Compatible Sound Card

 

 

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou rodar um auto test assim que chegar em casa. Se rodar, espero a próxima promo do steam e compro. Outro ponto que omiti é que a tela do meu note está quebrada. Imagina a dificuldade que foi ler todos os textos de Pillars na televisão, assistindo do sofá. 

 

Cara, sobre a conversão, provavelmente Divinity e Wasteland 2 apresentavam dificuldades semelhantes, não? Eu realmente acho que é uma tendência o port pra consoles. Xcom 2 tá aí pra provar que não foi passageiro. Eu entendo que um baldurs-gate-like não é tão fácil de adaptar, principalmente pela quantidade de texto, mas o mercado tá mostrando uma tendência pra Obisidian. Espero que ela enxergue.

PS: não faço ideia do quanto Divinity e Wastland venderam nos consoles, mas tenho certeza que Xcom e Diablo foram bem.

 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, Sensui disse:

Cara, sobre a conversão, provavelmente Divinity e Wasteland 2 apresentavam dificuldades semelhantes, não? Eu realmente acho que é uma tendência o port pra consoles. Xcom 2 tá aí pra provar que não foi passageiro. Eu entendo que um baldurs-gate-like não é tão fácil de adaptar, principalmente pela quantidade de texto, mas o mercado tá mostrando uma tendência pra Obisidian. Espero que ela enxergue.

PS: não faço ideia do quanto Divinity e Wastland venderam nos consoles, mas tenho certeza que Xcom e Diablo foram bem.

 

problema que esse genero não é bem conhecido pelo grande maioria de players, imagine um cara que gostou de diablo 3 e quer uma coisa parecida: com ação e chuva de loot e alguem recomenda um jogo que voce tem que ler muito texto na tela, combate em turnos e usar um martelo no tomate para fazer uma pizza.... Os moleques de hoje se não tiver combate frenético a cada 5 minutos já acha o jogo chato...

a maioria das pessoas reclamou que Divinity e Wasteland2 tinha textos pequenos, a segunda maior reclamação foi UI que era pequena, terceiro controles que ficaram estranhos.

O problema é o custo, depois que finalizaram o lançamento pra PC,  Inxile ajuntou 40 pessoas em tempo integral para remodelar Divinity para consoles, para um dev indie isso é muita grana, felizmente eles tinham um publisher... É bem dificil achar um publisher que arrisque tanto assim, Wasteland 2 é uma prova disso, o dev bateu de porta em porta de todas as publishers e foi negado, so com kickstarter que ele teve exito.

 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parece uma boa experiência para quem gosta do estilo, desde que não tenha uma expectativa alta. Bom review Paladino, como sempre. :nod:

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Note comprado. Veio muito mais rápido do que planejei. Calhou de estar viajando no blackfriday e achar um preço bacana.

i7 com uma geforce 960m. Como ainda tenho jogos pra fechar no PS4, vou esperar uma sale do steam pra pegar Tyranny.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Note comprado. Veio muito mais rápido do que planejei. Calhou de estar viajando no blackfriday e achar um preço bacana.

i7 com uma geforce 960m. Como ainda tenho jogos pra fechar no PS4, vou esperar uma sale do steam pra pegar Tyranny.


Poxa, cara, desculpa perguntar mas pagou quanto?

Meu último desktop eu comprei em 2006 (na época curti a configuração, tanto que em 2012 não achava tão defasado), depois comprei um notebook em 2010, eu acho.

Essa semana fui ver preços pra comprar um novo desktop (lembrando, 10 anos sem conferir preços) e uma configuração modesta saiu por 3 mil reais.

Nisso to na linha de investir em geladeira nova, guarada roupa novo e outras coisas que preciso, mas que não eram as coisas que queria me dar de presente.

Enviado de meu MotoG3 usando Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Alarme falso. Devolvi o note hoje. Esse Y700 da Lenovo tá com uns estouros na caixa de som e, mesmo tendo resolvido o problema instalando um driver de áudio ainda não liberado, eu me irritei com a história toda e devolvi. O fato de eu não ter nada pra jogar nele até fevereiro (estimo, depois de FF15) foi o que mais pesou  

Goris, comprei na Europa, onde eletrônico não é barato por definição. Porém, o Black Friday aqui, surpreendentemente, estava funcionando legal. 

Convertendo em real saiu 3k cravado. O note, como falei, é um i7, 16gb de RAM, GeForce 960m com 4gb. 

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu.
Por esse preço eu compro um I5 com 16 de ram, no máximo.

Enviado de meu MotoG3 usando Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×