O veganismo é algo cada vez mais popular e presente no cotidiano de milhões de pessoas, mas muitos ainda não sabem exatamente o que é veganismo ou confundem com uma nova dieta vegetariana. Mas veganism é um movimento de respeito dos direitos animais, incluindo o próprio direito à vida. Quem participa do veganismo é conhecido como vegano ou vegana.

Por razões éticas, os veganos são contra a exploração dos animais e por conta disso boicotam atividades e produtos que são contra os direitos dos animais, além de, claro, não se alimentar de animais e seus derivados.

Veganos são vegetarianos estritos, ou seja, alimentam-se apenas de vegetais. Mas nem todo vegetariano é vegano, afinal existem vegetarianos que se alimentam de leite (lacto-vegetariano), ovos (ovo-vegetariano) ou ambos (ovolacto-vegetariano).

Mas o veganismo, como você já está lendo até aqui, não se resume à alimentação, mas sim a tudo na vida do vegano. Um vegano não compra produtos que façam uso de testes em animais e tampouco produtos derivados de animais, como um sapato de couro, por exemplo.

Porém, em nossa vida atual é praticamente impossível não acabar utilizando algo de origem animal. Por incrível que pareça, podem existir derivados de animais até mesmo em pneus e fogos de artifício. O vegano dedica-se a não explorar animais na medida do possível e prático para a vida atual, sempre que há um produto vegano como opção, ele irá preferir esse produto.

O veganismo acabou ganhando até um dia especial para lembrar o veganismo ao mundo, dia 1 de novembro é o dia mundial vegano. Comemorado desde o ano de 1994.

Mas é saudável ser vegano? A Organização Mundial de Saúde afirma que sim. É saudável ser vegano, mas é importante ter uma dieta balanceada para suprir todas suas necessidades e como não há fontes vegetais de vitamina B12 é necessário suplementar a B12 na sua alimentação, seja com suplementos sintéticos ou com alimentos enriquecidos com B12. Atualmente existem fontes de B12 apenas de animais e bacterianas.

A definição oficial de veganismo é: “O veganismo é uma forma de viver que busca excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e de crueldade contra animais, seja para a alimentação, para o vestuário ou para qualquer outra finalidade“.

História do Veganismo

O termo inglês vegan (pronuncia-se vígan) foi criado em 1944, numa reunião organizada por Donald Watson envolvendo 6 pessoas (após se desfiliarem da The Vegetarian Society por diferenças ideológicas), onde ficou decidido criar uma nova sociedade (The Vegan Society) e adotar um novo termo para definir a si próprios.

Ou seja, veganismo oficialmente é algo bastante novo. O vegetarianismo é algo antigo em nosso sociedade e a existência de vegetarianos que buscavam evitar a crueldade com animais é antiga, mas apenas após a separação de alguns pessoas da Sociedade Vegetariana para fundar a Sociedade Vegana é que começou oficialmente o veganismo como movimento ideológico.

A palavra vegan é uma corruptela da palavra “vegetarian“, em que se consideram as 3 primeiras letras e as 2 últimas, excluindo o etari para formar a palavra vegan. Em português, se consideram as três primeiras e as três últimas letras (vegetariano), excluindo o etari, na formação do termo vegano (substantivo masculino, significando “adepto do veganismo” – feminino, vegana).

Motivos para se tornar Vegano

O principal motivo para se tornar vegano é por ética e o direito dos animais à vida. Mas há diversas outras boas razões para aderir ao veganismo, então alguém pode se tornar vegano pelo motivo principal do veganismo, por qualquer outro motivo ou pelo conjunto de benefícios. Conheça aqui alguns motivos dados por pessoas que se tonaram veganas.

  • Evita crueldade com os animais
  • Protege o meio-ambiente
  • Evita o uso de animais como entretenimento (rodeios, touradas, etc)
  • Faz bem à saúde
  • É mais econômico comprar vegetais do que carne
  • Torna você mais consciente do que consome
  • É moralmente errado, pois é desnecessário matar animais para ter uma vida saudável