Confira aqui 40 curiosidades intrigantes sobre o fantástico universo dos livros e seus autores.

#1
O primeiro livro de que se tem notícia é “Diamond Sutra”, uma coletânea de textos budistas que os chineses teriam produzido em 868 d.C. A técnica ainda era rudimentar: consistia em entalhar letras em bloquinhos de madeira e depois decalcá-las sobre o papel.

#2
Na Idade Média, os livros eram manuscritos em pergaminhos e papiros pelos monges copistas, que passavam dias a fio nos conventos fazendo esse trabalho. É por isso que o assunto das obras era quase sempre religioso. Esses monges eram ótimos desenhistas, mas a maioria não sabia ler.

#3
Paulo Coelho é o autor brasileiro mais publicado em todo o mundo. Sua obra já foi editada em 52 países e vertida para 48 idiomas e dialetos. O segundo é o baiano Jorge Amado.

#4
Nos EUA, o ponto de vista dos animais de estimação da família Bush desperta mais interesse do que a vida de seus donos. A biografia de Millie, a cadela de George Bush pai, faturou US$ 900 mil, enquanto a biografia do próprio ex-presidente rendeu humildes US$ 2.700.

#5
Os países que mais consomem livros no mundo são, pela ordem: China, Estados Unidos, Japão, Rússia e Alemanha.

#6
O livro mais caro do mundo chama-se The Birds of America (Os Pássaros da América), uma coletânea de ilustrações de pássaros feitas por John James Audubon (1785 – 1851), um naturalista do século XIX. Ele foi arrematado num leilão por 11,5 milhões de dólares.

#7
A antiga biblioteca de Alexandria foi erguida por Ptolomeu I no século 3 a.C.. Ptolomeu era um dos generais de Alexandre, a quem coube a administração do recém-conquistado Egito. Calcula-se que ela tenha começado com apenas 200 manuscritos em papiro e que, em seu apogeu (século 2 a. C.), abrigou mais de 700.000 papiros.

#8
A maior biblioteca do mundo atualmente é a biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, com mais de 144 milhões de itens diferentes, disponíveis em cerca de 470 idiomas. Acredite se quiser, mas ela possui “só” 32 milhões de livros catalogados.

#9
A maior biblioteca do Brasil é a Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, com mais de 9 milhões de itens.

#10
Miguel de Cervantes tinha 57 anos quando publicou a primeira parte de Dom Quixote.

#11
Aldous Huxley, autor do clássico Admirável Mundo Novo, narrou suas experiências com alucinógenos num livro chamado As Portas da Percepção.

#12
Também foram as drogas (em especial o ópio e haxixe) que inspiraram o poeta Charles Baudelaire a escrever Os Paraísos Artificiais, uma reflexão sobre o uso de substâncias alucinógenas.

#13
Baudelaire e Huxley não foram os únicos nem os últimos a passar as experiências com drogas para o papel. O escritor Paulo Mendes Campos certa vez escreveu um relato sobre experiências com alucinógenos que foi extremamente elogiado pela crítica. Para escrever sobre o assunto, o escritor brasileiro experimentou LSD sob a supervisão médica de um amigo. Seus pontos de vista e observações estão no ensaio Experiências com LSD, publicado pela primeira vez no começo dos anos 1960.

#14
No início da carreira, o escritor George Bernard Shaw teve que ser sustentado pela mãe por que não conseguia vender seus livros.

#15
O primeiro volume de Em Busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust, foi publicado às custas do próprio autor, uma vez que havia sido recusado por diversas editoras.

#16
O poeta Carlos Drummond de Andrade publicou o seu primeiro livro, com tiragem de 500 exemplares, com o dinheiro do próprio bolso.

#17
Foi com suas últimas economias que o escritor colombiano Gabriel Garcia Márquez publicou sua obra-prima Cem Anos de Solidão. A primeira tiragem de oito mil exemplares se esgotou em 15 dias.

#18
O poeta chileno Pablo Neruda só conseguiu publicar seu primeiro livro, Crepusculário, depois de vender todos os seus bens para financiá-lo.

#19
O romance Os Tambores de São Luís, do brasileiro Josué Montello, possui nada mais, nada menos que 400 personagens.

#20
O escritor Georges Simenon publicou em toda a vida 425 livros. Dizem que Simenon chegou ao ponto de escrever um livro por dia. Destes, 84 são com o personagem Inspetor Maigret.

#21
O escritor brasileiro Ryoki Inoue publicou mais de 1.100 obras usando 39 pseudônimos. Um recorde digno do Guiness Book! Inoue chegava a escrever um capítulo inteiro de um livro durante uma ida ao banheiro.

#22
O Dia Nacional do Livro é comemorado em 29 de outubro. O Dia do Livro Infantil é lembrado em 18 de abril (aniversário de Monteiro Lobato).

#23
Até hoje, foram produzidos mais de 400 filmes baseados na obra de William Shakespeare.

#24
Guimarães Rosa, famoso escritor brasileiro, morreu três dias depois da sua posse na Academia Brasileira de Letras.

#25
O poeta português Fernando Pessoa foi criado na África do Sul e teve o inglês como a sua segunda língua. Das quatro obras que publicou em vida, três são na língua inglesa.

#26
Virginia Woolf, Goethe e Hemingway tinham o hábito de escrever em pé.

#27
Conforme inventário da UNESCO de traduções de livros, Agatha Christie é a autora mais traduzida em todo o mundo, com 6.598 traduções de seus contos, romances e peças teatrais.

#28
A escritora inglesa J.K. Rowling escreveu todos os livros do Harry Potter à mão.

#29
A caligrafia do escritor Machado de Assis era tão ruim que, às vezes, até ele tinha dificuldade de entender o que escrevia.

#30
No Reino Unido, a prescrição de livros em vez de fármacos está a ser adotada como terapia para tratar a depressão. Efetivamente, os livros ajudam os pacientes a ultrapassar os problemas que os atormentam sem efeitos secundários.

#31
A palavra livro provém do latim “liber” , que significava a camada fina entre a casca e o miolo da árvore. A palavra inglesa “book” tem um significado semelhante: deriva de “bog” ou salgueiro, de que eram feitos os livros.

#32
O livro infantil mais caro foi o exemplar de Alice no País das Maravilhas que pertencia ao próprio Lewis Carrol. Custou quase 2 milhões de euros.

#33
Em 1931, Alice no País das Maravilhas foi proibido na China, já que animais que falavam eram um insulto aos humanos.

#34
Sherlock Holmes é o personagem da literatura mais retratado no cinema e na TV.

#35
Para escrever Jogos vorazes, Suzanne Collins se inspirou em cenas da Guerra no Iraque transmitidas pela TV.

#36
J.R.R. Tolkien digitou toda Trilogia O Senhor dos anéis com dois dedos.

#37
Dan Brown foi cantor pop e compositor antes de escrever O código Da Vinci.

#38
Franz Kafka pediu para seu amigo queimar seus manuscritos. O castelo, O processo e Amerika foram publicados contra sua vontade.

#39
Aluísio de Azevedo tinha o hábito de, antes de escrever seus romances, desenhar e pintar, sobre papelão, as personagens principais mantendo-as em sua mesa de trabalho, enquanto escrevia.

#40
O Dia mundial do livro é 23 de abril e foi escolhido em 1996 como o dia mundial do livro e dos direitos do autor pela UNESCO. Nesse dia nasceram ou faleceram escritores importantes da literatura universal, como Cervantes, Shakespeare, Vladimir Nabokov, Garcilaso de la Veja, entre outros. O dia foi escolhido para incitar em todos, em particular nos mais jovens, a descoberta do prazer da leitura e o respeito pela imensa contribuição dos escritores para o progresso social e cultural da humanidade.