Ir para conteúdo

Goris

Membro
  • Total de itens

    9.648
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    242

Goris last won the day on May 27

Goris had the most liked content!

Reputação

1.010 Excelente

Sobre Goris

  • Rank
    Brekgrounder Elite - Bronze Warrior!
  • Data de Nascimento October 21

Informações de Perfil

  • Sexo
    Male
  • Localidade
    Somewhere over the rainbow

Últimos Visitantes

4.267 visualizações
  1. Participo do Quora, a espécie de site de perguntas e respostas. Se a Maressa entrar neste tópico até indico pra ela ir lá e procurar temas de história, ela vai amar. Voltando ao tema, no Quora você tem perguntas e respostas para todos os gostos, das mais interessantes às mais bobas. E "Agora Bolsonaro cai?" e suas variantes vira e mexe aparecem no meu feed. Hoje finalmente fui responder duas delas, bem idiotas, mas o que me chamou a atenção é que no fim da pergunta sempre tem perguntas parecidas. E eu confirmei algo que eu já tinha intuição. "Agora Bolsobaro cai?" já era perguntado no primeiro mês de governo, em 2019!! Literalmente todo mês saiam duas polêmicas enormes sobre o governo e que fariam ele cair... E todas elas eram mentiras, exageros ou não eram nada demais. Numa das respostas que dei la, onde o cara perguntava como acabar com a popularidade de Bolsonaro eu até falei isso. É tanta crítica falsa, tanta mentira, tanto exagero que o povo vai se anestesiando, no dia que surgir algo realmente foda conta ele, ninguém vai estar nem aí. Se há uma esquerda organizada, ela tem que parar de ser burra. Deixa o governo funcionar seis meses. Apresenta críticas reais. Mais importante, cria uma nova cara (adianta nada colocar Lula, Ciro, Marina os Aécio contra ele) mas sequer tentem Luciano Huck, tem que ser alguém com currículo e sem bandidagem no histórico. Se tentar manter o mesmo time que só perdeu, perdeu e perdeu, vão continuar perdendo. E essas mentiras/exageros só garantem Bolsonaro de novo em 2022..
  2. UTIs são outro problema. Tipo, você tem 20 UTIs, mas separa 10 pra casos de COVID19, aí, todas as pessoas que precisam de UTI sem ser covid ficam atulhadas nas 10 que sobraram, enquanto nas outras 10 tem 2 pacientes e 8 leitos vazios, mas que não podem ser usados. No Brasil é tudo errado.
  3. O pior é que o caso é grave, mas ao mesmo tempo pode ser que muitos políticos estão aumentando os números para roubar na cara dura. Ou para provocar o caos em vista das eleições. O pior é que até pra estimar os casos é complicado. Porque pode ser que tenha sub-notificação e muita gente que morre de Covid não é diagnosticado, mas tbm pode ter super-notificação e os números não serem reais. Até porque, ontem eu tava fazendo uma pesquisa rápida, as mortes por H1N1, doença que teve seu auge em 2009 até ano passado tava matando (diagnosticados) umas 1.000 pessoas por ano e a gente não sabia. E tava tendo um novo pico. Deixa eu ver se acho os dados. 2016 - 1.900 mortes por H1N1 2017 - 2018 - 2019 - 787[/URL] Da outra pesquisa foi um parto achar os dados, duas fontes idênticas podem ter números totalmente diferentes, tipo terem tido 1.003 mortes em 2018 até metade do ano, mas dá outra metade pro fim, as mortes baixarem (bendita ressurreição) pra 800. Ou antes disso, terem triplicado em 2017 (com relação a 2016) mas ser o mesmo numero, até abaixo. Ou seja, mesmo sem apelo midiático, os números vão do gosto do pesquisador. Imagina hoje.
  4. Estou trabalhando no maldito horário de turno, 4 dias trabalhando 8 horas, sendo uma se refeição. Uma semana de manhã, uma semana de tarde/noite e outra semana de noite/madrugada. Parte de nossa equipe teve que ser dispensada. Por alguma razão, o RH da empresa não me incluiu nesses dispensados (como disse, sou grupo de risco) e acabei tendo que ficar no lugar desses subordinados que não estão trabalhando. Bom, na verdade eu prefiro mesmo continuar trabalhando. Só não queria trabalhar nesse horário FDP.
  5. Acho que pode acontecer igual no Japão, onde vira e mexe tem gente andando de máscara. Na verdade, de um milhão de mortos estimados pra menos de sete mil, tbm podemos colocar um pouco da higiene do brasileiro na conta. Somos literalmente o povo mais limpinho do mundo, em termos de limpeza.
  6. Assinei o Gamepass mais para poder jogar na quarentena. Sou grupo de risco e iria ser colocado em férias coletivas pela empresa. Acabou que estou trabalhando. Ainda tenho tempo de jogar, mas não é aquele tempo todo. Nesse ponto foi erro ter assinado.
  7. É mais aquele lance de "Estou pagando e não estou usando". O que gasto por ano em Gamepass e Gold daria pra comprar uns dois ou três AAA e não faco isso. É igual você pagar seis meses de academia de ginástica e usar dias semanas.
  8. Sobre "tudo" dar câncer, vale a pena ler o título da reportagem de jornal de 100 anos atrás no Brasil: Em 1950, uma senhora de 42 anos morre. Isso, mesmo! Era uma senhora! Acontece que em 1960 a expectativa de vida de um brasileiro era 48 anos. Com 42 a pessoa já era velha, quase morrendo "de idade". Então, se alguém tinha câncer aos 40 ela poderia ir desenvolvendo a doença e morreria de câncer com 45 anos, mas morreu de idade aos 43. Ou seja, a doença existia, tava lá, mas poucas pessoas morriam de câncer porque morriam antes de outros farores. Hoje eu tenho 45 anos, provavelmente minha saúde está pouco pior que a de um brasileiro médio daquela época de 25/30 anos, mas isso porque eu sou frágil (ui) desde sempre por conta de problemas respiratórios. Mas se me comprassem a uma pessoa de idade entre 35/40 (daquela época) eu daria um show de saúde. E isso que se a gripe chinesa não me pegar, chego fácil nos 70. Opa, desviei do tema, mas câncer da muito mais hoje porque não só a gente vive mais como porque antigamente não se tinha 1/100 dos diagnósticos de hoje. Quem não lembra de nossos pais e avós falando "Aí, meu tio começou a ter dor de barriga, dor de barriga e quando a gente for ver, ele morreu" e ficava por isso mesmo.
  9. Acho uma vergonha, Brek. Troquei a versão do navegador, tomara que não fique desconectando igual ano passado.
  10. Não eu perigoso. Primeiro que o nível de crimes lá não é comparável ao Brasil. Segundo que a segurança privada desse lugar afasta bandidos. E como lá seguranças podem atirar primeiro e perguntar depois, não tem bandido pensando em andar por aquelas bandas.
  11. Como continuo trabalhando em.meio à pandemia, jogo bem pouco. Um amigo meu me deu, de presente, Civilization VI uns dois anos atrás e quase todo tempo livre que tenho é nele, em Skyrim ou Minecraft. Mas tomei vergonha na cara e baixei Ori and the will of wisps, FFXV e alguns outros pra jogar.
  12. Na verdade, é o contrário, os casos são inflados. Existe o fato realistico - homossexuais morrem como qualquer ser humano normal, de assalto, acidente de carro, acidente em casa, de doenças, de brigas idiotas... E, por homofobia. Existe o fato midiático -homossexuais morrem por homofobia. Existe um famoso grupo (com aspiração política e ligado ao partido do homem mais honesto do mundo, logo vc sabe a honestidade desse grupo) chamado Grupo Gay da Bahia, são uma ONG financiada para lutar contra a homofobia. Pra esse grupo, quanto mais gays morrerem, melhor - igual a ONG que teria causado uma queimada (na época que estavam morrendo girafas queimadas na Amazônia) justamente no dia que patrocinadores e artistas gringos tavam vindo de avião - e esse GGB era a fonte extra-oficial para as mortes de gays no Brasil por homofobia. Morte por homofobia você sabe o que é, é quando alguém mata uma pessoa apenas por ela ser gay. Se um gay trai o parceiro (com outro gay) e o traído mata ele, foi homofobia? Não, né? Não foi por o gay ser homofóbico que matou o companheiro. Mas o GGB anotava como homofobia. Se um gay usa drogas, fica loucão e vai pelado pra favela e desacata o dono do morro, foi homofobia? Antes que responda talvez, pergunte se um negão, um branquinho ou uma mulher fosse pelado pra favela e brigasse com o dono do morro se ele seria morto ou só iam chamar a polícia pra levar ele pra casa. Acha que iam? Então não foi homofobia. Se um gay morre num acidente de carro, é homofobia? Se um gay mata outro numa briga de ponto de prostituição, é homofobia? Acredite ou não, o GGB fornecia dados para o mundo inteiro por 14 anos quando alguém fez o básico (pior? Depois de anos de denúncias) e foi pesquisar essas mortes. Foi aí que descobriram isso. Basicamente o que o GGB faz (e ganha uma grana por isso) e listar todas as mortes de pessoas comprovadamente gays em jornais e colocar nome, data e que foi por homofobia. Sendo que nas listas tinham esses casos aí que falei, casos de ataques cardíacos, roubos seguidos de morte e etc. De 370 mortes pela homofobia do GGB, essa pesquisa descobriu que menos de 50 poderiam ser colocadas na conta da homofobia. Para proteger as famílias dos gays, desde 2020 o GGB passou a não publicar os nomes das vítimas da homofobia. Fonte: => Globo, emissora da verdade: Uma pessoa é morta a cada 23 horas no Brasil por ser gay => Gospel Prime, site de cristãos que, todos sabem, odeiam gays - Dados sobre mortes gays são exageradas por ONGs => Conexão Política, site jornalistico que claramente odeia homossexuais - Estatísticas de mortes gays por homofobia são exagerados => Agência Pública, do bem, do amor, da liberdade - Número de mortes por homofobia foram um pouco exagerados, mas foi erro de amostragem, coisa que acontece, não é que eu defenda o erro, mas acontece.. Tem as matérias originais, mas aí são chatas. O legal é ver uma empresa de alcance nacional publicando a matéria logo após ela ser publicada, outra evangélica falando que é mentira (mas quem vai acreditar neles?) e outro site admitindo que tem erro (inclusive citando textualmente que a ONG é relacionada ao PSTU) mas foi erro de metodologia (sim. 23 anos de erro de metodologia). De novo, um gay ser morto por assalto, dívida com o tráfico, crime passional e briga com outro gay acontece. Morte por homofobia é no gay estar de boas na vida e ser morto apenas por ser gay.
  13. Eu estava lendo, alguns casos de astros brilhando no céu - como a Estrela de Belém - são outros sóis que explodiram no passado. Seria sensacional se acontecesse ainda em nosso período de vida (já que perdemos o cometa Halley).
  14. Sim, é verdade. Mas independente da sua orientação política, a mídia americana atual é meio que comprada por grupos ideológicos e o foco dela é atacar Trump, para voltar o poder aos políticos tradicionais (ele pode sempre ser retratado como um, mas assim como o tal Bolsonazi não é) e, como o Brasil copia tudo que é moda nos EUA, acabamos copiando isso, mesmo que não haja tal interesse no Brasil. O cara é um assassino, ele estava envolvido em vários atentados terrotistas (a mídia americana tratava antes como perseguição ao Irã) e foi morto por estar num carro com um chefão dos terroristas (curiosamente a mídia esqueceu isso tbm). Mas, se serve pra atacar o Trump, vamos falar que era um herói no Irã... E que Trump quer (de novo) uma terceira guerra mundial.
  15. Como não temos planetas no sistema solar com essas características (Vênus está indo nesta direção, mas o caso dele é diferente), não dá pra saber muito bem, existe uma teoria de que a zona do crepúsculo, na divisa entre o dia eterno e a noite eterna, possa ser habitável, obviamente você sempre vai viver num por-do-sol que nunca ser porá ou num nascer do sol que nunca nascerá. Mas tipo, seria um caso extremo de querer viver num lugar assim. Nesta materia "[url="https://meiobit.com/416169/nasa-descobre-o-planeta-da-noite-sem-fim/"]O Planeta da Noite Sem Fim]NASA descobre planeta eternamente no escuro[/url]" que se trata exatamente do mesmo planeta, eles explicam como se pode viver na zona do crepúsculo e como deve ser chato - ou legal - viver lá.
×
×
  • Criar Novo...